Crítico de cinema pernambucano é eleito vice-presidente da Abraccine



É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida. Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.

É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.

Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.

Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.

Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.

Foi eleito, nessa segunda-feira (19), o novo vice-presidente da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abracine). Luiz Joaquim, que é coordenador do curso de Cinema e Audiovisual das Faculdades Integradas Barros Melo, terá um mandato de dois anos. A eleição aconteceu em assembléia geral, durante o 47º Festival de Cinema de Gramado.

Luiz foi consultor da Diretoria por dois anos, desde a criação da associação, em 2011 e promete dar continuidade aos trabalhos das gestões anteriores, como a de Luiz Zanin Oricchio (2011-2015) e Paulo Henrique Silva (2015-2019). ”E o mais importante, ajudarei a incrementar novos desafios, tornando a entidade ainda mais representativa da categoria e mais valorizada no nosso segmento – o da crítica de cinema”, promete o novo vice-presidente da Abraccine.

A Abraccine teve a honra de ser a primeira associação nacional de críticos. Em pouco mais de oito anos, conquistou o reconhecimento da classe cinematográfica e dos principais festivais de cinema do país, onde coordena o júris da crítica, além de promover debates e mostras especiais.

Com a intenção de se dedicar à divulgação e à reflexão do cinema brasileiro, a Abraccine, que é filiada à Fipresci (Federação Internacional de Críticos de Cinema) busca suprir a carência de informações sobre a história da crítica de cinema no Brasil, além de contornar a diminuição de espaço na grande mídia e dar visibilidade aos profissionais da área.


voltar