AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

ANIMAÇÃO NA POLÔNIA


Institucional
maio. 09, 2005

Depois do Maranhão, Brasília e Rio de Janeiro, agora é a vez da Polônia. O Sopot Film Festival incluiu A Morte do Rei de Barro e Banheiro Massa - as duas primeiras produções do Núcleo de Animação Aeso - entre os 118 filmes independentes, de diversos países, que vai exibir. Esta é a quinta edição do Sopot, que apresenta curtas, vídeos e novas mídias poloneses, mas, esse ano, decidiu ampliar sua abrangência, tornando-se internacional. Primeiro a ser concluído, A Morte do Rei de Barro já mostra que conquistou espaço no circuito nacional. O curta foi selecionado para dois festivais: a 12ª edição do Festival Latino-Americano de Cinema e Vídeo (Cinesul) e o 28º Festival Guarnicê de Cinema. O Cinesul acontecerá em duas cidades: no Rio de Janeiro, de 14 a 26 de junho, e em Brasília, de 28 junho a 10 de julho. Duas comissões do festival estarão assistindo aos vídeos e serão compostas pelos atores José Marinho e Ilya São Paulo, o montador Severino Dada e os produtores Homero Carvalho, Ailton Franco e Rossine Freitas. Já o Guarnicê Será realizado no período de 17 a 23 de junho, na Universidade Federal do Maranhão. Serão mostras competitivas que se realizarão nos dias 17 a 23 de junho e as mostras não competitivas que serão iniciadas no dia 17 de junho, prolongando-se até o dia 30 de novembro, quando será encerrado o ciclo das mostras itinerantes deste ano. A comissão Organizadora do Festival é composta por pessoas de reconhecida competência no campo audiovisual, envolvidos com o cinema e a televisão. Este festival tem como objetivos incentivar a realização de filmes e vídeos no país; estimular o aparecimento de novos cineastas e documentaristas; difundir a produção no campo audiovisual, que vem sendo realizada no Brasil, além de promover o intercâmbio entre países ibero-americanos e de língua portuguesa. O curta-metragem esta concorrendo na categoria Animação. Para aqueles que não conhecem, A Morte do Rei de Barro conta a história de duas quadrilhas de cangaceiros que se enfrentam no agreste de Pernambuco, fazendo uma referência ao Mestre Vitalino e a Lampião. Dirigido pelos designers Plínio Uchôa e Marcos Buccini, que é coordenador do núcleo de animação. Argumento e roteiro são de Uchôa. Já a direção de fotografia foi feita pelo fotógrafo e coordenador do laboratório de fotografia da Aeso, Ricardo Bicudo. A edição de som é assinada pelo músico Léo D. Veja o site dos festivais Sopot, Guarnicê e Cinesul. por Danúbia Julião

voltar