AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

Conheça Tauana Uchôa: formada em Cinema e Audiovisual nas FIBAM, ela atua com versatilidade na área


Jornalismo
abril. 24, 2019

A cineasta produz filmes, comanda a Que Tau? Produções e um canal no Youtube

Ela trabalha como produtora, roteirista e também é diretora executiva da própria produtora, a Que Tau? Produções. Há quatro anos, quando se formou em Cinema e Audiovisual nas Faculdades Integradas Barros Melo (AESO), Tauana Uchôa teve a ideia de investir em um negócio próprio, movida pela vontade de produzir conteúdo e dirigir projetos pessoais. Antes disso, a jovem teve experiência profissional na Viu Cine Comunicação, uma produtora de Audiovisual do Recife-PE.

Enquanto estava estagiando, Tauana realizou o documentário Não Tem Só Mandacaru, filme mais premiado dela. A obra fala sobre a forma como a poesia influencia as pessoas da cidade de São José do Egito, município do interior de Pernambuco. Lá, a população, principalmente a mais jovem, produz e declama poemas como se fosse uma tradição.

A cineasta gravou o material em 2015 e contou com o apoio da Viu Cine e da AESO-Barros Melo, estágio e faculdade, respectivamente. Em 2016, o filme foi exibido em São José do Egito, durante a festa de Louro Pajeú, um dos poetas que mais influenciou o povo. “Quem eu mais queria que fosse tocado com essa história, eram os personagens do próprio documentário, e eles se emocionaram bastante ao ver o produto feito”, comemora.

Veja o teaser do documentário aqui.

Além da produtora, Tauana possui um canal no Youtube, chamado Ela Faz Cinema. No espaço, ela fala sobre o processo de produzir audiovisual em Pernambuco, apresentando o making off do cinema local, do qual é realizadora. A cineasta também aproveita para contar sobre as experiências que viveu. O objetivo é atingir, principalmente, o público que está saindo da escola e indo para faculdade. “Quero ajudar os jovens que se interessam por cinema e estão em dúvida sobre qual curso escolher. Mostro um pouco do que é a área na realidade”, diz.

A dinâmica do canal, basicamente, é responder tudo o que as pessoas perguntam, a exemplo de: “como conseguiu dinheiro para o filme?”, “como obteve apoio da faculdade?”, “como produziu o doc?”. “Minha intenção, no Youtube, é tentar desmistificar o cinema”, enfatiza. Tauana tem forte interação com o público no canal. Os inscritos podem participar de sorteios e ganhar pares de ingressos para o cinema. A jovem também elabora ações sociais para levar estudantes que nunca assistiram a um filme.

Clique aqui para assistir os vídeos do Ela Faz Cinema.

aeso - alunos no mercado -

voltar