AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

Projeto de ex-alunas fica entre as 20 startups mais inovadoras da América Latina


Design Gráfico
abril. 22, 2016

Aplicativo Frei.re permite que professores e alunos criem seus próprios jogos digitais

 

(Washington, EUA). O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) acabou de divulgar a lista das 20 startups mais inovadoras da América Latina. Trata-se das finalistas do concurso Economia Naranja, que vai premiar as melhores iniciativas na área de economia criativa.O prêmio recebeu 521 inscrições de diversos países da america latina e caribe. Um painel de especialistas do BID selecionou as 20 startups finalistas que estão concorrendo pelo voto popular.
A empresa pernambucana Escribo Inovação para o Aprendizado está concorrendo com o Frei.re Lab. De acordo com a ex-aluna curso de Design da AESO, Camila Wanderley, o “Frei.re permite que professores deixem de ser apenas consumidores e passem a criar seus próprios conteúdos digitais como jogos e infográficos”.
Do ponto de vista das crianças, o Frei.re Lab torna as aulas mais lúdicas e proveitosas. Elas também podem criar seus próprios jogos personalizados, com suas próprias fotos e personagens favoritos. “O Frei.re permite que os estudantes exercitem sua capacidade de criar, facilitando a autoria e protagonismo”, afirmou Rebeca Vidal, ex-aluna de design da Aeso.
Para vencer o concurso e se firmar como a startup mais inovadora da América Latina, a Escribo precisa que o maior número de pessoas vote no projeto Frei.re. Para apoiar a iniciativa, basta acessar o site e confirmar o voto por e-mail. http://escribo.com/vote
 
Sobre a Escribo S.A.
A Escribo é uma empresa de inovação para o aprendizado. Seus conteúdos (jogos, infográficos, simuladores e animações) e tecnologias são utilizados por milhões de alunos brasileiros e por grandes grupos educacionais como a FTD, Moderna, Saraiva e a Somos Educação.  A empresa foi fundada em Recife e conta com um corpo técnico de classe mundial que inclui mestres e doutores das áreas de educação, software, design e inovação.

(Washington, EUA). O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) acabou de divulgar a lista das 20 startups mais inovadoras da América Latina. Trata-se das finalistas do concurso Economia Naranja, que vai premiar as melhores iniciativas na área de economia criativa.O prêmio recebeu 521 inscrições de diversos países da america latina e caribe. Um painel de especialistas do BID selecionou as 20 startups finalistas que estão concorrendo pelo voto popular.

A empresa pernambucana Escribo Inovação para o Aprendizado está concorrendo com o Frei.re Lab. De acordo com a ex-aluna curso de Design da AESO, Camila Wanderley, o “Frei.re permite que professores deixem de ser apenas consumidores e passem a criar seus próprios conteúdos digitais como jogos e infográficos”.

Do ponto de vista das crianças, o Frei.re Lab torna as aulas mais lúdicas e proveitosas. Elas também podem criar seus próprios jogos personalizados, com suas próprias fotos e personagens favoritos. “O Frei.re permite que os estudantes exercitem sua capacidade de criar, facilitando a autoria e protagonismo”, afirmou Rebeca Vidal, ex-aluna de design da Aeso.

Para vencer o concurso e se firmar como a startup mais inovadora da América Latina, a Escribo precisa que o maior número de pessoas vote no projeto Frei.re. Para apoiar a iniciativa, basta acessar o site e confirmar o voto por e-mail. http://escribo.com/vote

Sobre a Escribo S.A.

A Escribo é uma empresa de inovação para o aprendizado. Seus conteúdos (jogos, infográficos, simuladores e animações) e tecnologias são utilizados por milhões de alunos brasileiros e por grandes grupos educacionais como a FTD, Moderna, Saraiva e a Somos Educação.  A empresa foi fundada em Recife e conta com um corpo técnico de classe mundial que inclui mestres e doutores das áreas de educação, software, design e inovação.

aeso - alunos no mercado - design gráfico - barros melo -

voltar