Atletas passam em peneira e vão defender o Clube



As equipes femininas de handebol do Clube Português/Aeso estão reforçadas para a temporada 2020. Isso porque, após promover um peneirão com centenas de concorrentes de Pernambuco e outros estados para identificar novos talentos, sete jogadoras garantiram seus espaços no grupo luso. Destaque para as jogadoras da categoria cadete, Evellyn Silva e Letícia Tavares, que vieram de Fernando de Noronha e vão vestir a camisa do Português/Aeso em busca dos primeiros títulos na carreira.

Na categoria juvenil, Catharine Roany veio direto de Maceió para passar na peneira e continuar sonhando com uma vida de atleta profissional. Na infantil, mais uma de Maceió, Beatriz Soares, duas de Limoeiro, Mirelle Amorim e Clara Amorim, e uma da cidade de Sertânia, Maria Eduarda Moraes.

“O Português/Aeso é um dos maiores clubes formadores do handebol brasileiro. Essa grande procura pela peneira demonstra isso claramente. São famílias que se mudam para dar continuidade ao sonho da filha ou do filho. Acredito que todas essas que passaram na seleção têm condições de serem grandes atletas. Vamos oferecer toa a estrutura e trabalho. Resta a elas se dedicarem para se desenvolverem e crescerem na modalidade”, afirmou o técnico Cristiano Rocha, que comandou toda a peneira e fez a escolha das sete jogadoras.

voltar
bool(false) NULL

Nós usamos cookies

Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookeis. Saber mais.
Aceitar