Em busca de título inédito, Português disputa finais da Liga Nacional de Handebol Feminina



Equipe recifense estreia nesta quinta-feira e fará três jogos até a definição do campeão da Liga, no próximo domingo

O título brasileiro é sempre objeto de desejo para qualquer equipe esportiva. Quem pode concretizar esse sonho em breve é o Clube Português/Aeso, que disputa a fase final da Liga Nacional de Handebol Feminina e pode garantir o inédito título na disputa que se estende desta quinta até o próximo domingo, em São Paulo.

Ainda que nunca tenha vencido a principal competição do handebol brasileiro, o Português tem muita tradição na categoria. No último mês de novembro, as atletas da Lusa conseguiram o décimo título no Campeonato Brasileiro Adulto, disputado no Paraná. A nível nacional, este é o único título que ainda não foi vencido pela equipe.

O time, comandado pelo treinador Cristiano Tocha, escolhido como melhor treinador de 2019 no prêmio Pódio Pernambuco, vive a expectativa de superar sua melhor campanha no torneio, o quarto lugar obtido em 2018.

“Toda competição que entramos é para sermos campeões. Claro que a Liga é bastante difícil, mas se não formos com essa vontade, já entraremos derrotados. Vamos enfrentar adversários fortíssimos, como a UNIP, logo na estreia. Um time que recebeu grandes investimentos e atualmente é considerada uma das melhores do País. Será um bom jogo”, afirmou o treinador

Disposta no Grupo A da fase final, o Português enfrenta a UNIP/SP, já no jogo de estreia, às 17h da quinta-feira, no ginásio do Pinheiros, localizado na capital paulista. Os paulistas foram vice-campeões da etapa regional da Liga. Depois, a Lusa enfrenta o Concórdia/SC, em um jogo que acontece na sexta (se a UNIP vencer o Português) ou no sábado (se a Lusa estrear com vitória).

Na outra chave, Pinheiros/SP, Blumenau/SC e Força Atlética/GO disputam as melhores posições. Depois dos dois jogos da fase de grupo, no domingo, os primeiros colocados de cada chave disputam a final; os segundos, o terceiro lugar; e os terceiros, a quinta posição.

voltar