Aluno da UNIAESO tem curta-metragem premiado em festival universitário


Cinema e Audiovisual
setembro. 23, 2021

Filme foi construído superando desafios impostos pela pandemia

A pandemia foi o plano de fundo para criação da obra Inocentes. O filme inicia com o narrador querendo contar a história de um desaparecimento fictício, mas ao começar a falar sobre isso,a cena se transporta para um espaço de reflexão sobre o país, a arte e juventude.

Pedro Ferreira é aluno da UNIAESO e o autor da obra. Ele fala que a produção é uma metáfora do sentimento da juventude dentro da distopia do Brasil em 2020. “É uma metáfora tanto que pessoal também, tento construir esses dois personagens presentes na obra como duas coisas que perdi durante esse processo de isolamento”, pontua. 

O jovem compartilhou que todas as imagens utilizadas pela equipe vieram de arquivos e acervos, já que não foi possível realizar as filmagens no período de quarentena. “Foi um processo desgastante, feito durante um período onde não tivemos o acesso aos estúdios da faculdade. Dessa forma, o filme foi usando imagens de arquivos e sons já gravados , anteriormente, até para outros projetos. Escrevi o roteiro assistindo e olhando imagens de dois colegas que de cara achei que deveriam ser os personagens", explica.

Pedro contou com a ajuda de Douglas Henrique, ex-aluno da UNIAESO. Ele colaborou com os acervos de fotografias profissionais e pessoais. Leo Gonçalves que, segundo Pedro, sempre foi uma pessoa muito querida na vida dele, tinha muitas imagens guardadas. "Quando os dois toparam participar, o filme ganhou vida. Gravei toda a narração com Douglas, chamei Luiz Filipe ,que mora em Alagoas, para compor a direção de arte e Manu Ferrão, também estudante da UNIAESO, montou o filme junto comigo. Assim concluímos essa obra pandêmica", relata

O jovem conta que não pretende mexer nem dar continuidade ao trabalho, já que foi algo pensado para o cenário atual. Segundo ele, a obra deve ser exibida somente nas telas de computador, celulares e televisão. "O filme nesse momento que vivemos com a pandemia e milhares de mortes serviu como uma conexão aos tempos que passados, explorando a saudade de pessoas que já não estão mais entre nós, ou até mesmo as que continuam vivas mas que se afastaram. Foi um trabalho feito somente com arquivos, esse foi um modo de falar dessa saudade, de se conectar com esse passado de uma forma mais poética e passar uma mão em cima desses sentimentos e dessa saudade, sinto que esse filme se tornou um abraço nesses tempos que vivemos", compartilha

A produção já ganhou dois prêmios: Júri Popular, no Festival de Cinema no Meio do Mundo – FESTCIMM e o de Melhor Filme do Júri no 5º Metro Festival Universitario, ambas premiações foram em 2021. 

Clique aqui e assista ao trailer. Veja a ficha técnica e saiba mais detalhes sobre o curta-metragem Inocentes clicando aqui 

Sinopse: 

Num tempo marcado por saudades e incertezas, no início do isolamento social, dois amigos desaparecem. A pandemia se torna um pano de fundo para a perda da inocência e o resgate de coisas há muito perdidas. Inocentes é como um presente de despedida do único elo que unia essas duas figuras desaparecidas; dois estranhos que se perdem, ou talvez, só talvez, tenham apenas se encontrado.

alunos no mercado - Cinema e Audiovisual - uniaeso -

voltar

Nós usamos cookies

Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookeis. Saber mais.
Aceitar